EM DESTAQUE

    Ícones sociais

Loading...

DuoSkin: tatuagem inteligente controla celular, PC e TV via wireless

A tecnologia permite que qualquer um crie sua tatuagem temporária, com o formato que quiser e até com detalhes, como pontos de LED.

As tatuagens deixaram de ser apenas desenhos estáticos na pele e agora podem interagir com dispositivos eletrônicos como smartphones, PCs e TVs que estejam por perto. A tecnologia responsável pela integração inteligente foi desenvolvida pelo MIT e Microsoft Research e usa uma ferramenta chamada DuoSkin. 

As imagens são temporárias e podem se transformar em um touchpad, além de funcionar como leitor NFC ou controle de volume. Para utilizar as tatuagens inteligentes o usuário pode escolher o desenho que preferir, basta colar a folha de ouro no corpo e começar a usar com ajuda de impulsos wireless.

A tecnologia permite que qualquer um crie sua tatuagem temporária, com o formato que quiser e até com detalhes, como pontos de LED. Os adesivos são aplicados na pele com água, de forma parecida com as tatuagens que as crianças costumam encontrar em balas e chicletes. 

Na função input da tecnologia, são duas camadas que transformam a pele em uma superfície touchscreen para controlar diferentes dispositivos. No output, é possível monitorar a temperatura corporal. Já no communication há um chip NFC embutido para a troca de dados via wireless.

Apesar de curioso e promissor, o projeto ainda não está disponível ao grande público e não há previsão de lançamento e nem de preço. 

Fonte: Techtudo

Encontro de Assessores Administrativo Financeiro da 18ª CREDE

Em Teatro Violeta Arraes da Fundação Casa Grande - 23 de agosto de 2016.
Para conferir mais fotografias clique AQUI.

Inauguração da Clínica Drª Ayalla Hendges

Em Nova Olinda-CE, dia 27 de agosto de 2016.
Para conferir mais fotografias clique AQUI.

Trailer - Saulo faz 1

Garoto e Garota Estudantil 2016 da EEM Padre Luís Filgueiras


Robô de 15 milímetros consegue mover objetos com até 10 vezes seu tamanho

O robô lagarta é capaz de subir encostas íngremes, se espremer em espaços minúsculos e empurrar objetos grandes.

Pesquisadores da Universidade de Varsóvia, na Polônia, desenvolveram um robô de 15 milímetros que se move com a luz e consegue mover objetos com até 10 vezes de seu tamanho. Inspirado em uma lagarta, ele foi feito de cristal líquido elastômero, um material que se move quando é exposto a uma fonte de luz.

O robô lagarta é capaz de subir encostas íngremes, se espremer em espaços minúsculos e empurrar objetos grandes. Ele pode ser usado, por exemplo, para a pesquisa científica e até para a espionagem, caso seja possível anexar uma câmera e um microfone a ele.

Olimpíada de 2020 pode ter medalhas feitas de smartphones reciclados

O comitê estuda a possibilidade de usar os programas de reciclagem de eletrônicos do país para extrair o ouro, a prata e o cobre usados nas medalhas olímpicas.

As Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro chegaram ao fim e o próximo endereço dos jogos de verão é Tóquio, no Japão, em 2020. Após uma apresentação repleta de referências a games e tecnologia, o comitê olímpico japonês estuda usar smartphones para fabricar as medalhas da competição.

A ideia, como foi na Rio-2016, é enviar uma mensagem de apoio à sustentabilidade. O comitê estuda a possibilidade de usar os programas de reciclagem de eletrônicos do país para extrair o ouro, a prata e o cobre usados nas medalhas olímpicas.

Embora já tenha recursos reciclados suficientes para criar as medalhas, boa parte desse material já é pregado hoje em dia na fabricação de novos eletrônicos no Japão. Usar o recurso para as medalhas pode desestabilizar um importante ciclo de sustentabilidade na indústria japonesa.

Por conta disso, a ideia ainda não foi totalmente aprovada. Uma das alternativas é que o Japão peça ajuda às próprias fabricantes de eletrônicos para desenvolver ciclos e coletas de material reciclado paralelamente à produção cotidiana, mas até os jogos de 2020, mesmo essa ideia pode ser abandonada.

Modelo de uniforme


Redesenho da logomarca da Click Informática


China constrói e testa ônibus que passa por cima dos carros

Os testes foram satisfatórios, mesmo com o temor sobre a segurança de colocar um veículo do tipo nas ruas, que passa por cima dos carros como se fosse um túnel móvel se deslocando sobre trilhos.

A China começou a testar o TEB, um novo conceito de ônibus (que funciona mais como um bonde, na verdade) que passa por cima dos veículos nas ruas. O TEB (Transit Elevated Bus), anunciado em maio, começou a dar as primeiras voltas nesta terça-feira, na cidade de Qinhuangdao, na província de Hebei.

Os testes foram satisfatórios, mesmo com o temor sobre a segurança de colocar um veículo do tipo nas ruas, que passa por cima dos carros como se fosse um túnel móvel se deslocando sobre trilhos. Por se tratar de um primeiro teste controlado, muitas questões sobre segurança ainda estão sem resposta.

As imagens mostram o interior do TEB muito espaçoso para até 300 passageiros, com cerca de 20 metros de comprimento, com mais de 7 metros de largura. O veículo tem um total de quase 5 metros de altura, com 2 metros para os carros passarem por baixo; desnecessário dizer que caminhões não conseguirão passar pelo vão.

A China é o país mais populoso do mundo, conhecida pelos grandes congestionamentos em suas principais cidades como Pequim e Xangai. O TEB foi concebido ainda em 2010 para ajudar a combater o problema dos engarrafamentos e maximizar o espaço viário limitado, e a ideia foi desenterrada neste ano.

Em um cenário ideal, o TEB vai aliviar o congestionamento do tráfego da China, impulsionar o sistema de transporte público e reduzir a poluição.

Fonte: Olhar Digital
Proxima Postagen »
© Copyright Template 00742| Traduzido Por: Mais Template | Designed By Code Nirvana
Back To Top